Blog Appto


  • Chocolate na dose certa

     

    Estamos nas vésperas da Páscoa, uma data religiosa para alguns e nem tanto para outros. Porém entre as tradições deste período, tendo crença religiosa ou não, está o consumo dos deliciosos e tradicionais chocolates de Páscoa.

    Mas para não sair prejudicado, é preciso ter consciência e não cometer excessos. O chocolate é gostoso, mas alguns tipos, principalmente o branco e o ao leite, possuem muito açúcar e gordura, requerendo uma atenção maior na alimentação. Thierry Lemos, nosso nutricionista Appto, contou um pouco sobre alguns pontos importantes que você precisa se atentar ao curtir o chocolate nessa Páscoa.

    Fuja dos excessos e se atente ao chocolate branco

    Sabemos que a empolgação de se deliciar com os doces é muita, mas é preciso se atentar com os excessos. O importante é evitar comer grandes quantidades de chocolate, assim evitando a ingestão de grande quantidade de açúcar e gordura.

    Outro ponto para se destacar é que o chocolate branco possui, em sua composição, mais manteiga de cacau que os outros chocolates, significando mais porcentagem de gordura e menos benefícios para o organismo. Thierry conta que a melhor alternativa está no chocolate com maior quantidade de cacau, como o amargo ou meio amargo.

    “O cacau é rico em polifenóis, esses compostos possuem ação antioxidante, anti-inflamatória e proteção cardiovascular”, comenta.

    Escolha o horário certo e opte por alternativas criativas

    Assim como as outras refeições, existe um horário mais apropriado para que você aproveite os alimentos ricos em açúcar. Então, nessa Páscoa, opte por comer o chocolate na hora da sobremesa, regulando os níveis de açúcar em seu organismo.

    “O horário de consumo do doce que irá prejudicar menos na sua dieta seria junto ou próximo a uma refeição, uma vez que o açúcar associado a outros alimentos fontes de proteínas e gorduras, tendem a reduzir resposta glicêmica”, afirma Thierry.

    A criatividade também pode fluir nesta data. Como alternativa ao puro e simples ovo de Páscoa, você pode adotar alternativas mais saudáveis e gostosas. Uma das dicas é misturar pequenos pedaços de chocolate meio amargo em frutas diversas picadas, assim o aproveitando mas reduzindo o seu consumo.

    Verifique a lista de ingredientes do seu produto

    Muitas pessoas esquecem ou até mesmo não sabem interpretar a informação nutricional e os ingredientes dos produtos. Essa é uma recomendação que deve entrar no seu dia a dia, principalmente quando se trata de doces ou produtos industrializados.

    Os ingredientes utilizados na preparação do chocolate são declarados, na lista de componentes, de forma crescente de quantidade. Ou seja, o ingrediente de maior quantidade irá aparecer em primeiro na lista. Para os chocolates, o mais recomendado é que o cacau seja o primeiro a aparecer, evitando outros não recomendados, como a manteiga de cacau.

    Já na informação nutricional, os chocolates com menor quantidade de gordura saturada e trans devem ser priorizados.

    Dica extra para os pescados

    O chocolate não é o único produto enaltecido na Páscoa. Os peixes e mariscos, principalmente o bacalhau, também fazem parte da atração principal no almoço e jantar em família e requerem uma atenção especial.

    Verificar a procedência dos produtos de pesca é o primeiro passo. O número de fraudes em peixes perto da Semana Santa aumenta exponencialmente, de acordo com Ministério da Agricultura. Em alguns estados, de 10 peixes vendidos, 4 são fraudulentos nessa época do ano.

    Confira algumas dicas oferecidas pelo Ministério na compra de pescados:

    • Confira as condições de armazenamento do produto, tendo que estar em local limpo e protegido.
    • Verifique se há a presença de manchas escuras, limosidade superficial e odor desagradável que indiquem que o produto não está em bom estado.
    • Quando vendido embalado, atente-se à data de validade, origem de procedência e o selo de inspeção federal. No caso do bacalhau, saiba que os tipos Saithe, Zarbo e Ling, não são bacalhaus de fato e, sim, espécies parecidas.

    Apesar disso, os pescados são ricos em proteínas e fornecem outros nutrientes importantes para o organismo, como vitaminas do complexo B, minerais e ácidos graxos. Para esses alimentos, a dica nutricional é dar preferência aos peixes assados, utilizar temperos naturais e não consumir bacalhau em excesso, por conter alta quantidade de sódio.

    O importante, com essas orientações, é não ficar de fora das tradições da Páscoa, principalmente as alimentícias e ter um consumo controlado, sem excessos e com consciência. Depois de aproveitar bastante, basta voltar ao foco e rotina anterior dos seus planejamentos.

    Desejamos uma excelente Páscoa e boas festas!


    Compartilhar:


    Comentários:


    Voltar

Kreato Desenvolvimento Web